Zé Vito & Os Lúpulos lança videoclipe para “Chica Velha”

Se multiplicarmos a idade de Chica por “anos humanos”, ela tem 84. Na métrica animal, são 12, dos quais oito foram compartilhados com o seu dono, Zé Vito. A cumplicidade da convivência inspirou o cantor e violonista do interior de São Paulo a dedicar uma canção de seu novo álbum à labradora. Lançado nesta segunda-feira, dia 13, o videoclipe de “Chica Velha” é o segundo de Espelho, primeiro disco da formação Zé Vito & Os Lúpulos.

Entre 2013 e 2016, Zé e Chica estiveram separados – ela em Ribeirão Preto, ele no Rio de Janeiro. A saudade bateu fundo na cadela, que, com a soma da idade, estava muito debilitada em uma das visitas do cantor à casa dos pais, no interior paulista. A decisão de levá-la embora junto foi instantânea e a reaproximação foi o mote para a letra de “Chica Velha”.

A canção é executada por Pedro Costa (bandolim) e Ricardo Rito (sanfona), dois d’Os Lúpulos, além de Zé Vito no violão de nylon e na guitarra. A formação é um retorno dele a suas raízes, resultando em uma MPB com fundos de folk e música caipira. “Meus trabalhos anteriores são mais voltados para o rock. Eu sempre digo que as pessoas se interessam neles pelo raciocínio: tem de ouvir as letras e curtir as ideias. Já o Espelho pega as pessoas pelo coração, elas se sensibilizam com as melodias, arranjos mais calmos e as letras mais simples”, diz Zé Vito.

Além de tocar com Os Lúpulos, ele também integra a Abayomy Afrobeat Orquestra e a banda de Jards Macalé. Espelho foi escrito pelo músico em parceria com o seu amigo de longa data e letrista Matheus Silva (exceto as faixas “Sal na Boca”, “Caminhos” e “Night Life”). O álbum foi totalmente produzido e gravado por Zé Vito em sua casa no Rio de Janeiro (RJ).

Assista ao videoclipe de “Chica Velha”

Ouça Zé Vito & Os Lúpulos
Spotify
Soundcloud
Deezer
Google Play
iTunes

Sobre Zé Vito & Os Lúpulos

A banda Zé Vito & Os Lúpulos foi criada pelo produtor, cantor e compositor Zé Vito para o produção do disco Espelho. Acompanham o músico Pedro Costa (viola caipira, violão e bandolim), Jayme Monsanto (baixo) e Ricardo Rito (sanfona e piano). Além de uma carreira-solo, Zé Vito segue como integrante da Abayomy Afrobeat Orquestra e da banda de Jards Macalé, além de já ter atuado junto à cantora Céu e produzido o disco Positrônico (2015), do grupo instrumental Aeromoças e Tenistas Russas. Sozinho, Zé Vito tem dois discos lançados: Já Carregou (2014) e Pode Ser (2015). Espelho é o primeiro trabalho com o grupo Os Lúpulos e traz uma sonoridade diferente dos trabalhos anteriores dos músicos envolvidos, seguindo para uma música mais orgânica e com elementos do folk e da música caipira.

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com