Yamandu Costa é convidado da Orquestra Vozes do Violão do Lar da Crianças da CIP no MASP

Yamandu Costa - Foto Isabele Kassov VTO violão, instrumento fundamental na cultura brasileira, é o motivo da festa no dia 10 de dezembro de 2015, no Auditório do MASP. A jovem Orquestra Vozes do Violão, do Lar das Crianças da Congregação Israelita Paulista (CIP), comemora seus 10 anos com o espetáculo Brasil – Chora Violão, que terá como solista o violonista Yamandu Costa e a participação do grupo paulista Izaías e Seus Chorões. Regido pelo maestro Cláudio Weizmann, também diretor artístico e pedagógico da Orquestra, o concerto traz no repertório ‘clássicos’ do chorinho como CarinhosoPedacinhos do Céu Dôce de Côco, além de mostrar a diversidade musical brasileira através de marchinhas de carnaval e sambas de roda, sempre focando momentos nos quais o violão é o protagonista. “Chora Violão” é uma alusão à obra violonística do compositor Heitor Villa-Lobos (1887-1959), que assim apelidou seu Choro Típico nº 1, dedicado a Ernesto Nazareth.

A Orquestra Vozes do Violão foi criada em 2005 e é uma das poucas no Brasil nesse formato, com diferentes naipes de violões: piccolo, requinto orquestral, clássico e violão-baixo. Nessa década de atividade desenvolveu repertório que vai da renascença ao moderno, do folclórico ao erudito, passando pela música popular brasileira e pelo gênero étnico. O Lar das Crianças da Congregação Israelista Paulista (CIP), localizado no bairro Alto da Boa Vista, casa da Orquestra, existe década de 30 do século passado e tem o intuito de reescrever o futuro de crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social. Os integrantes são alunos do próprio Lar ou crianças e jovens que estudam em escolas públicas do seu entorno.

Criado em 1937, o Lar das Crianças num primeiro momento acolheu filhos de famílias judias que imigravam para o Brasil à época. Depois passou a amparar crianças e jovens brasileiros, num acompanhamento a longo prazo, que pode se estender dos 04 aos 22 anos. Hoje são mais de 300 assistidos, em um modelo de contraturno escolar com atividades educativas, sociais, culturais e uma equipe dedicada a sua formação.

O maestro Cláudio Weizmann é mestre em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Mackenzie (SP). Além da regência, tem extensa atuação na área educativa, na formação de professores de música. É autor do livro Violão Orquestral (MinC, 2001), que traz metodologia de ensino coletivo, buscando a versatilidade de repertório, tanto brasileiros quanto universais, e que reúne, pela primeira vez, arranjos completos para orquestras de violões.

Nessas mais de três décadas de carreira, Weizmann criou as Orquestras de Violões da Universidade Livre de Música Tom Jobim, do Projeto Guri e do ESPRO (Ensino Profissionalizante do Rotary, todas em S. Paulo, além da da Fundação Nova Vida – Catalão (GO). Dos eventos regidos e organizados por ele, participaram solistas como Paulinho Nogueira, Renato Teixeira, Ivan Vilela, Oswaldinho do Acordeon, Negra Li, Fábio Zanon e Fortuna.

O violonista e compositor gaúcho Yamandú Costa é considerado um dos maiores nomes do violão brasileiro. Aos 17 anos foi reconhecido pela crítica como uma revelação nacional do seu instrumento e, aos 21, recebeu o Prêmio Visa Edição Instrumental (2001). Versátil, Yamandu com seu violão de sete cordas vai do choro à música erudita, sem esquecer suas influências gaúchas da milonga, do tango e do chamamé. Tem mais de uma dezena de CDs lançados, alguns em parceria com artistas como o bandolinista Hamilton de Holanda (Luz da Aurora/2009), indicado ao Grammy Latino. Além do Brasil, excursiona com freqüência pela França, Alemanha, Itália, Áustria, Suíça e Estados Unidos.

Izaías e Seus Chorões é o mais antigo grupo de choro de São Paulo ainda em atividade. Foi criado no início dos anos 1970, pelos irmãos Izaías Bueno de Almeida, o Izaías do Bandolim e seu irmão, o violonista Israel 7 cordas. Atualmente, integram também o conjunto Marco Bailão (violão de 6 cordas),  Getúlio Ribeiro (cavaquinho) e Allan Gaia Pio (pandeiro). A característica principal do trabalho é o choro tradicional, apresentando repertório que vai do final do século XIX aos dias atuais, de autores como Joaquim Callado, Jacob do Bandolim e Tom Jobim, além de composições próprias. Já excursionou pelo Brasil e pelo mundo e participou de shows e discos de Paulinho da Viola, Arthur Moreira Lima e Maricenne Costa. Entre seus discos gravados, destaque para a caixa com três Cds O Choro e sua História (2006), editada pelo selo CPC-Umes.

No repertório, músicas como Carinhoso (Pixinguinha e João de Barro (Braguinha)), Doce de Côco (Jacob do Bandolim e Hermínio Bello De Carvalho), Tico-tico no Fubá (Zequinha de Abreu), dentre outras.

Concerto Brasil – Chora Violão
Regência – Cláudio Weizmann
Participação especial grupo Izaías e Seus Chorões
10/12/15 – quinta – 21h – Ing.: R$ 30 e R$ 15 (meia) – 374 lugares
Horário da bilheteria – terça a domingo: 10h – 17h30. Às quintas: 10h às 19h30
Venda de ingressos pela internet – www.masp.org.br
Forma de pagamento: dinheiro, cartão de débito, cartão de crédito à vista
Auditório do MASP – Av. Paulista, 1.578, tel.: (11) 3251 5644

 

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com