Música no Foyer com DUO BAILADO
8 de junho de 2017
“Brazilian Pop Music”, novo projeto de Aline Muniz, é o primeiro passo para a carreira internacional
8 de junho de 2017

Medulla retrata a beleza e a naturalidade do sexo em novo clipe

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Inspirado nos filmes adultos da diretora Erika Lust, “Abraço” é interpretado por diferentes casais em cenas de erotismo e cumplicidade

Um tabu sempre vem acompanhado de muitos estigmas e proibições culturais, sociais ou religiosas. Quando o assunto é sexo, percebemos o quanto ainda existem padrões a serem quebrados e superados: este é o mote do novo videoclipe do Medulla. “Abraço” compõe o último álbum da banda, intitulado Deus e o Átomo (2016). O vídeo, lançado hoje, apresenta cenas intensas de envolvimento sexual e amoroso entre casais fora dos padrões, sejam eles estéticos ou de gênero.

A faixa, a quinta do álbum, é uma balada de tons jazzísticos que passeia com desenvoltura pelo trip hop. Com uma sonoridade suave e leve, a letra e a música de “Abraço” contrastam com a sequência de imagens, fazendo com que o clipe adquira uma estética sensual e contagiante. O resultado desta fusão também é apresentado na obra através de um aspecto ainda mais interessante que gira em torno do sexo: o da naturalidade.

As cenas são orquestradas com jogos de luzes e ângulos não convencionais, revelando uma perspectiva de descoberta e autoconhecimento.  O clipe de “Abraço” foi dirigido por CUPA, e tem a participação especial das artistas Priscilla “Apropriadamente” e Jacque Jordão, que encenam com seus respectivos pares em diferentes momentos do vídeo.

A banda, formada por Keops e Raony (vocais), Alex Vinicius (guitarra/synth) e Tuti AC (baixo), se inspirou nas obras da diretora de cinema adulto independente, roteirista e produtora Erika Lust. Seus filmes já foram considerados “pornografia feminista”, devido às narrativas de cinema adulto apresentadas por Lust, onde são expostos pontos de vista femininos e percepções de mulheres sobre o sexo.

Veja o clipe:

Ficha Técnica 
Diretor: CUPA
Fotografia: Leo Kawabe
Direção de arte: Carol Irsai
Assistente de direção: Keops
Assistente de fotografia: Gaffer Beck
Edição: Boquinha, Gabriel Cupaiolo e Keops
Design: Raony
Figurino: Carol Irsai e Marie Nepomuceno
Make up: Bianca Megda
Produção: Medulla, Camilla Campos e Nathalia Meneses
Catering: Natalia Lackeski
Atores na ordem de aparição no clipe: Priscilla “Apropriadamente”, Pablo, Carolina Metzner, Lucas Brum, Jacque Jordão, Yasmin Lackeski, Fábio Alves e Bruno Bispo
Gestão de Carreira/Label: Elemess

Sobre o Medulla
Formado no Rio de Janeiro pelos irmãos e vocalistas Keops e Raony, além dos músicos Alex Vinicius (guitarra) e Tuti AC (baixo), o Medulla é um grupo de hip-rock que utiliza de elementos como o trap, o jazz e o trip hop em sua sonoridade. Com fãs espalhados por todo o Brasil, a banda é conhecida pelos shows catárticos. Com letras sobre superação, sobrevivência e adversidades, a discografia do grupo é formada pelo disco O Fim da Trégua (2006) e os EPs Akira (2008), Talking The Machine (2009), Capital Erótico (2010) e O Homem Bom (2013), obras que deram origem à compilação MVMT (2014). Em 2016, lançou pela Elemess o seu segundo álbum de inéditas, Deus e o Átomo, produzido por Pedro Ramos (Toledo) e mixado e masterizado por Leonardo Ramos, ambos integrantes da banda Supercombo e Fernando Martinez. Em 2017, a banda – agora radicada em São Paulo – leva a turnê Deus e o Átomo a diferentes palcos pelo Brasil.

Ouça Deus e o Átomo
Spotify
Deezer
Google Play
iTunes
Youtube

Medulla nas redes sociais
Facebook
Instagram
Twitter

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Os comentários estão encerrados.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com