Ana Cañas se despede de “Tô na Vida” com dois shows na Caixa Cultural São Paulo
4 de maio de 2018
Bandas Plutão Já Foi Planeta e Selvagens à Procura de Lei se apresentam na Casa Natura Musical
9 de maio de 2018

Inspirada no mito grego de Perséfone, banda Cora lança seu primeiro álbum, ​“El Rapto”

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Duo curitibano aposta num pop experimental e reflexivo em projeto que marca nova fase da carreira

Deitada sob uma reflexividade particular, a sonoridade experimental da Cora retorna de cara nova em El Rapto​, disco de estreia do trio curitibano lançado pela PWR Records com ​exclusividade via Rolling Stone Brasil​. Disponível nas principais plataformas digitais​, o álbum traz nove faixas autorais, produzidas por Leonardo Gumiero e captadas durante os meses de Dezembro/2017 a Abril/2018 em seu próprio estúdio, em Curitiba (PR)​. El Rapto também ganhará versões físicas, nos formatos CD e K7.

Ouça El Rapto aqui

Integrada por Kaíla Pelisser (sintetizador, voz e drum machine) e Katherine Zander (guitarra, voz, beats digitais e sintetizador), a banda também teve colaborações de Lorenzo Molossi (bateria e drum machine), Lui Bueno (guitarra e voz) e do próprio Gumiero, que tocou instrumentos como baixo, sintetizador, beats digitais e cítara.

“O título do álbum e sua construção foi baseada no emblemático mito grego de Perséfone: ao ser raptada por Hades, deus do submundo, ela deixa de ser Koré (a filha) e se transforma em Perséfone (aquela que destrói a luz)”, explica a banda sobre um dos conceitos que fundamentam o novo projeto. “O rapto, entre outras simbologias, mostra a adolescente sendo conduzida por uma figura masculina munida de autoridade até o mundo escuro do inconsciente. Lá, ao comer as sementes de romã oferecidas por Hades, cria um vínculo com ele e seu reino e periodicamente retorna à terra e ao Olimpo para conviver com sua mãe, quando volta a ser Koré – ou Cora. Nesse ciclo, emerge de volta à consciência, porém leva consigo os frutos do que aprendeu ao entrar em contato com o fosso mais profundo da psique”.

Assim como o rapto simboliza um ritual de passagem no mito de Perséfone, o álbum marca uma transição para a banda, que agora adota novos idiomas em suas composições ​e se orienta cada vez mais para um ambiente profissional dentro da atual cena musical independente brasileira.

Para desvendar as composições do álbum, a integrante Pelisser aponta dois mantras criados pela banda, “que são como orações, cada uma dedicada à uma face do nosso arquétipo: ‘Koré​’, que reflete sobre a fase da inocência, clamando por suas raízes e seus antepassados em busca de força e ‘Perséfone​’, que traz traços do papel de filha, desprotegida e dependente, mas madura quanto ao momento de transformação que vive”, pondera a musicista. “E tem também ‘Santa Fé​’, uma das nossas músicas mais antigas, que já tinha um lugar no coração dos fãs e voltou agora ressignificada, com timbres mais eletrônicos e oitentistas, sem abrir mão da atmosfera étnica latina da qual nasceu”, completa.

Com o lançamento de El Rapto Cora se prepara para uma turnê entre sudeste e centro oeste, apresentando o disco ao vivo em diversas localidades e eventos, entre eles o badalado Festival Bananada, em Goiânia.

Projeto Gráfico: Amanda Sato
Capa: Amanda Sato e Kaíla Pelisser
Foto da capa por Kaíla Pelisser e tratamento por Diogo Tourinho

Cora

“Manifestamos aspectos diferentes de um mesmo ser, Koré e Perséfone. Cora precisa desse mutualismo: hora Kaíla ‘é’ Koré e eu sou ‘Perséfone’, hora acontece o contrário. São dois comportamentos arquetípicos do mesmo ambiente psíquico. No fim da história, somos o mesmo ser”, explica a guitarrista Katherine Zander, que ao lado de Kaíla Pelisser (sintetizador, voz e drum machine) formam a banda de pop experimental Cora. Com a densidade da alma feminina em processo de descobrimento e a constante busca por propósitos e significantes que neguem a inocência e caminhem em direção à força interior, a banda contempla pontos de vista sobre paisagens emocionais escuras, experiências metafísicas e o desejo de liberdade. Em sua discografia, a Cora já possui um EP lançado, Não vai ter Cora, de 2016 e o single “Tulpa”, lançado no último em Março de 2018 como prévia do debut El Rapto, lançado em Abril do mesmo ano.

Cora
Facebook
Instagram
Site Oficial
YouTube
Soundcloud

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Os comentários estão encerrados.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com