Ian Paice grava novo álbum com o Deep Purple

ianpaiceO Deep Purple já iniciou as gravações de seu novo álbum. Ian Paice promete um álbum mais pesado, mas na intenet encontramos fãs reclamando que esta é uma promessa de outras datas. De qualquer forma, eu vou conferir o trabalho de Ian Paice, que é um dos grandes nomes da bateria.

O Deep Purple sempre foi uma de minhas bandas de cabeceira. Foi um dos meu primeiros contatos com o “rock pesado”. A banda passou por várias alterações, é minha opinião que os melhores trabalhos do Deep Purple foram realizados durante a Fase II e III (as formações clássicas do Deep Purple).

Com tantas modificações no line-up o som da banda mudou bastante. Steve Morse é um grande guitarrista e um virtuose, esteve presente em alguns dos maiores sucessos da banda, mas os riffs de Blackmore são memoráveis. “Smoke on the Water” figura entre os maiores riffs da história. Don Airey é uma figura carimbada no hard rock, mas a sonoridade que Jon Lord arrancava de seu Hammond é pioneira no rock.

deeppurplemkii

Ian Paice é o único membro da formação original que continua no grupo. Este excelente baterista nunca foi muito dado aos holofotes. Dono de uma técnica impecável, mas sem demonstrar virtuosísmos.

Durante os anos 60 até 1971 usava uma batería Ludwig Classic Black Oyster, o mesmo acabamento de Ringo Starr.  Após 1984 passou para kits da Pearl.

Os pratos são da Paiste:

22″ 2002 China 24″

2002 Crash 22″

2002 Ride 8″

2002 Splash 22″

2002 Crash 15″

2002 Sound Edge Hi-Hat

(não estranhe o Kit. Paice é canhoto)

Para relembrar Ian Paice e conhecer um pouco de sua técnica veja a seção Recomendados – Técnica, onde damos destaque a este baterista que, segundo o próprio Steve Morse, estaria para o Deep Purple assim como Ringo foi para os Beatles. “Ian Paice é o Hard Ringo” (Steve Morse).

Fabio Moretti – Administração

 

 

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com