Hover relança digitalmente seu primeiro álbum


Parece que foi ontem, mas em 2011 o Hover já se tornava um dos sinônimos da efervescente cena musical de Petrópolis, região serrana do Rio. Naquela época, ainda usando o nome de Mauricio Lago, a banda lançava o álbum “Champagne For The Brain”. Aproveitando o aniversário da cidade, os músicos relançam este trabalho nas nas principais plataformas de streaming de música.

A arte da capa psicodélica (criada por Edu Pessanha) entrega um pouco das origens da banda, mas não representa todo o som do Hover, que desde então passou por rápidas evoluções musicais. “Champagne For The Brain” foi gravado no estúdio Fábrika de Sons, com produção assinada pelo vocalista Saulo von Seehausen. A mixagem e a masterização ficaram por conta de Gargamel Kronemberger.

Naquele momento da carreira, até a formação da banda era diferente, com Bruno Bade na bateria. Agora, o posto é ocupado por Álvaro Cardozo. Desde esse primeiro passo, os músicos lançaram o EP “Open Road” (já como Hover, em 2014) e o bem-recebido álbum “Never Trust The Weather”, cujo título faz referência ao clima inconstante da região serrana. Por este trabalho, o Hover foi mencionado nas listas de melhores lançamentos de 2016 por veículos especializados. No último dia 18, o disco ganhou o Prêmio Maestro Guerra Peixe de Cultura na categoria Música Popular. Completa a discografia da banda um recém-lançado CD ao vivo pelo selo AudioArena Originals.

“Decidimos disponibilizar esse disco nas plataformas de música porque ele faz parte da nossa história, porém muita gente nem sabia que tínhamos lançado esse trabalho em 2011”, reflete Saulo. Além dele e de Álvaro, a banda conta com Felipe Duriez (guitarra), Lucas Lisboa (guitarra) e Pedro Fernandes (baixo). Agora, é possível conferir no Spotify, Deezer e outros serviços destaques como “Roller Coaster Ride (Oh, No!)”, “She’s a must have”, “Tale” e outras músicas marcantes.

Foi excursionando que o Hover adicionou novos ingredientes à sua identidade sonora, já influenciada por diversas correntes do rock alternativo, do stoner ao indie passando pelo post-grunge e post-hardcore. Entre os destaques dessa trajetória, concertos nas casas Teatro Odisseia e Imperator, além de passagens pelos estados de Minas Gerais e São Paulo. O grupo também teve participação no projeto Jovens Tardes, da Rede Globo, em um evento para mais de mil pessoas no Circo Voador, e na etapa Brasília do Circuito Banco do Brasil, onde abriu shows para bandas como Linkin Park, Panic! At The Disco, Skank e Plebe Rude. Agora, se prepara para um show no Atomic Music Festival, em Brasília, onde dividirá o palco com bandas como os americanos The Maine.

Em breve, os petropolitanos poderão conferir ao vivo mais um show da banda, que se apresenta no Estúdio Aldeia. Na mesma noite, o Menores Atos traz o seu explosivo show para a serra, em um evento com o melhor da cena independente do RJ no dia 01/04.

“Depois que a gente mudou pra Hover, entramos de cabeça nas músicas ‘novas’ e meio que deixamos de lado essa fase da Mauricio Lago. Agora, 6 anos depois, revisitar esse material é muito legal! É meio que voltar a uma fase muito boa da nossa vida, com amadurecimento e distanciamento que ajudam a curtir essas músicas de uma forma diferente do que nessa época. No início era só pra gente lançar isso no Spotify mesmo, porque uma galera pede pra ouvir, diz que tem saudade. Mas aí foi tudo voltando e resolvemos tocar umas músicas desse CD no próximo show. E essa é só uma das surpresas que estamos preparando pro dia 1°! Vai ser uma noite especial”, finaliza o guitarrista Lucas Lisboa.

Ouça “Champagne For The Brain”:
Spotify: http://migre.me/wg2zu
Deezer: http://migre.me/wg2Ah
Google Play: http://migre.me/wg2Cx

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com