Festa Hardcore: uma boa promessa para a cena independente paulista

Festa Hardcore_UPPERGROUND

Evento tem a idealização da banda paulistana The Upperground e produção da Mundo Alternativo e Fusa Records

Na falta de oportunidades, surgem boas ideias. A cena independente brasileira tem usado cada vez mais a criatividade para ampliar seu público e ocupar novos espaços, e isso independe de um gênero musical. Com o objetivo de explorar os caminhos do hardcore dentro desse cenário, a banda paulista The Upperground, a Mundo Alternativo e a Fusa Records, com apoio da Arca do Hardcore, organizaram a Festa Hardcore, que teve a primeira edição no último dia 13 de agosto, no Jai Club, e já surge como uma promessa interessante para os amantes do gênero.

“Mesmo antes de começar o ritmo pesado de shows a gente já sentia falta de espaço para o hardcore, principalmente em regiões de fácil acesso, mais para o centro. Por isso decidimos criar esse espaço. Estamos falando de cena independente, então se a gente não fizer, ninguém faz. Com o sucesso dessa primeira edição a proposta é crescer para colocar mais lifestyle e festa no meio, misturando show e set de HC e dos sons que a gente curte. É um espaço pra celebrar a cultura do hardcore como um todo”, revela Pedro Spadoni, vocalista da The Upperground.

Além da própria The Upperground, o line up contou com Rawfire, Analog e La Marca e ainda uma exposição do ensaio fotográfico My Boy Toys e alguns outros trabalhos do acervo pessoal da fotógrafa Lud Lower.

Segundo os organizadores, o grande objetivo do evento é que, no futuro, seja possível encontrar uma cena mais unida, coro engrossado pelos rapazes da Rawfire: “Esse evento tem tudo para dar muito certo e ter muitas edições mais! Isso tem que acontecer em prol da música, da aproximação com o público… de juntar todo mundo e levantar a parada. E vimos isso, em um lugar bacana e com todo mundo se divertindo, como a vida tem que ser”, avaliam.

Também com hardcore melódico, só que de Santos – a Califórnia brasileira para alguns – a Analog fez seu show de estreia em São Paulo na Festa Hardcore. “Além da chance de assistir bandas legais que ainda não tinha visto ao vivo, teve toda uma preocupação para deixar a galera e as bandas à vontade, em um espaço maneiro e com uma qualidade de som muito boa. Além disso, pudemos conhecer e tomar uma breja com pessoas legais que correm pelo mesmo tesão de tocar e ouvir esse tipo de som”, comenta o baixista Fabio Joly.

Essa é a mesma avaliação da banda La Marca. “Clima bacana, gente legal… que mais festas desse tipo rolem por aí! E que a galera cole nesse tipo de iniciativa, mesmo quando não existam bandas de headline”, comentam.

A promessa dos organizadores é deixar o evento com certa regularidade e, após se consolidar na capital paulista, avançar para outras cidades. Algo para os fãs de hardcore ficarem de olho e apoiarem.

Sobre a The Upperground: Formada por Pedro Spadoni no vocal, Ivisen Lourenço e Danilo Pirola nas guitarras, André Spadoni no baixo e Johnny Vignoto na bateria, a The Upperground lançou o seu primeiro álbum, “First Floor”, no ano passado. O álbum está disponível para audição nas principais plataformas de música digital.

 

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com