Criolina homenageia São Luis com o videoclipe de “A Menina do Salão”

A dupla maranhense Criolina, formada por Alê Muniz e Luciana Simões, começa 2018 com novidades! O duo lança o videoclipe de “A Menina do Salão”, faixa do seu mais recente trabalho: Radiola em Transe (2017). Da dançante combinação de reggae, rock, ritmos regionais, tropicalismo, influências caribenhas, a canção é responsável pelo ingrediente raggamuffin que compõe o disco. O clipe, dirigido por Arthur Rosa França (“Freguês da Meia-Noite”, do Criolo), explora cenários e personagens conhecidos pela população ludovicense.

As cenas foram gravadas parte no centro histórico, parte numa casa de reggae na beira do rio Bacanga e também próximo às palafitas do bairro Ilhinha. Luciana Simões explica que a ideia foi homenagear a cidade enaltecendo a cultura local e suas tradições: “o clipe coloca a atmosfera de São Luís no centro dos acontecimentos da nossa inspiração musical e poética. Cenas que traduzem o nosso cotidiano, à luz da linha do equador. Um exemplo disso é a própria escolha dos personagens da cidade. Escolhemos um regueiro das antigas, chamado “Fumaça”, e ele passeia de bike pintada das cores do reggae pela ilha às tardes atravessando a ponte que leva da cidade nova à cidade antiga”.

Assista ao clipe:

A capital maranhense também tem forte influência da música jamaicana, caribenha e cubana e isso se reflete também na musicalidade da Criolina. A instrumentação, com os pés nos anos 1970, envolve harmonicamente as melodias eletrônicas e os arranjos brotam de cabeças feitas por experimentações sonoras. Onde vinga o silêncio, prospera a música. Se há saudades de uma bateria Pinguim, de um Moog, das pedaleiras ou de sintetizadores… lá está o som da dupla nos arranjos. “Captamos a montagem de uma radiola num ambiente onde acontecem as festas de reggae, os casarões e essa paisagem cultural. Assim como fizemos na capa do nosso disco, mostramos as semelhanças que existem, na nossa visão, entre Jamaica, Cuba e São Luis”, afirmam.

As letras nascem de onde menos se espera. Onde o desatento vê coisas para ele corriqueiras, é dali que o poeta busca inspiração. Conceitos expostos em cores fortes. Rimas? Apenas quando se fizerem imprescindíveis. Os autores contam animados que: “essa faixa foi uma nossas primeiras músicas compostas. Um raggamuffin que traz muito do que é o nosso som nesse disco, é dançante e traz a informação da atmosfera da cidade em que vivemos: festiva, solar e colorida”.

Ficha Técnica
Produção: Caroline Marques e Paulo Brito
Direção e fotografia: Arthur Rosa França
Direção de arte: Laila Razzo
Animação: Eduardo Pinheiro – Fluido Filmes
Figurino: Cris Quaresma
Direção e fotografia: Arthur Rosa França
Assistente de produção: Ricardo Kuzolitz
Personagens: Fumaça, Kellen Lopes Ramalho e Bigorna

Sobre Criolina:
Apesar de individualmente Alê e Luciana terem trilhado caminhos diferentes no passado (o primeiro é mais ligado ao universo pop, já Luciana sempre esteve associada ao mundo do reggae), o encontro dos dois mostra influências em comum, que vão desde a música regional do Maranhão e do Caribe, até elementos musicais herdados do tropicalismo e referências eletrônicas.

Ouça “A menina do salão”
Spotify
Deezer
iTunes

Criolina na web
Facebook
YouTube

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com