Liniker e Os Caramelows. Casa Natura Musical, 05 de maio de 2018.
13 de maio de 2018
Um Dia de Sol no Inverno: Harmônicos do Universo mostra videoclipe inédito do EP de estréia
15 de maio de 2018

Cordel do Fogo Encantado lança lyric video de Raiar ou O Vingador Da Solidão

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Foto: Tiago Calazans


Depois de Liberdade, A Filha do Vento grupo divulga mais um trabalho em 360º.

O Cordel do Fogo Encantado segue divulgando o álbum Viagem ao Coração do Sol e apresenta a nova música de trabalho, Raiar ou O Vingador da Solidão. A faixa ganhou lyric video em 360º idealizado pela agência CMNO Smarter Business Agency e pela produtora ORB Estúdios. Quando nós da CMNO começamos a desenvolver o projeto para o lançamento do single, pensamos logo no ORB Estúdios como parceiro, uma vez que, além de uma produtora, trata-se de um estúdio criativo e esse olhar foi fundamental”, conta Geraldo Junior, diretor de criação. A partir dessa parceria, trabalharam no vídeo em 360º utilizando Unreal Engine 4 para traduzir visualmente e transportar o fã para o universo criado pela banda, numa experiência imersiva cheia de detalhes.

Terceira faixa do disco, Raiar ou O Vingador da Solidão traz um elemento importante para o conceito do álbum, uma vez que fala sobre o raiar de um novo dia; fortalecendo a ideia de nova existência, que permeia toda a obra. “O personagem da história, contada nessa música, viaja na tempestade e vai para a Interlândia, lugar geográfico ficcional, que significa interior; ou seja, ele vai até a origem da banda para anunciar que chegou a hora de raiar”, diz Lirinha, responsável pela composição da canção.

No vídeo, o trajeto percorrido é um caminho de volta. pguerreiro experiente, ele sabe a hora de correr, de descansar e de apreciar, por isso o vídeo carrega uma sensação contemplativa muito intensa, masterizada pela visão 360º do ambiente. “Há um sentimento muito complexo sendo expresso em todo o álbum, e a música Raiar é um ponto de virada, o momento em que a transformação se completa, que sentimos a força da decisão da banda nessa nova etapa. O cavalo, o raiar do sol e a natureza são símbolos de bastante força e, entendemos ainda que o Rio Pajeú, como remetem os rios, estava ali para agregar fluidez à essa viagem, por isso não podíamos deixar de expressá-lo no ambiente.” explica Débora Rodrigues, que co-dirigiu o vídeo com Milton Neto pela ORB Estúdios. “Foi incrível ver a reação da banda a esse universo. Esperamos que os fãs tenham essa mesma sensação de estar dentro dessa viagem ao coração do sol“, completa Geraldo Junior.

 

Assista aqui:


Ficha técnica:
Agência: CMNO Smarter Business Agency
Diretor de Criação: Geraldo Júnior
Diretor de Planejamento: Dimas Rohn
Produtora: ORB Estúdios
Cliente: Cordel do Fogo Encantado
Direção de arte: Débora Rodrigues e Milton Neto
Efeitos visuais: Milton Neto
Edição de som: Débora Rodrigues
Modelagem 3D: Milton Neto e Débora Rodrigues

REDES SOCIAIS:
Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

SITE:
Cordel do Fogo Encantado

PARA OUVIR:
Apple Music
Spotify
Deezer
Google Play

CORDEL DO FOGO ENCANTADO É
Lirinha – Voz
Clayton Barros – Voz e Violões
Nego Henrique – Voz e Percussões
Emerson Calado – Voz e Percussões
Rafael Almeida – Voz e Percussõe

DISCOGRAFIA:
Cordel do Fogo Encantado (2001)
O Palhaço do Circo Sem Futuro (2002)
MTV Apresenta: Cordel do Fogo Encantado (2005) DVD
Transfiguração (2006)
Viagem ao Coração do Sol (2018)

 

Sobre o Cordel do Fogo Encantado

No ano 1997, em Arcoverde, sertão de Pernambuco, no Nordeste brasileiro, surgiu um grupo cênico-musical, compartilhando o teatro e a poesia oral e escrita dos cantadores e ritmos afro-indígenas da região. E, dessa mistura, nasceu o espetáculo: Cordel do Fogo Encantado.

Cordel é sinônimo de história de um povo em forma de poesia. Enquanto, Fogo é o elemento mais representativo do lugar de origem e da intenção músico-poética inconstante e mutável do grupo. Já Encantado ressalta a visão fantástica e profética dos mistérios entre o céu e a terra.

Por dois anos, o espetáculo, sucesso de público, percorreu o interior pernambucano.

No carnaval de 1999, o Cordel se apresentou no Festival Rec-Beat, em Recife, e adaptou a narrativa do Fogo Encantado aos palcos de rua. Nisso, a estreia no carnaval pernambucano chamou a atenção da crítica, e o que era, até então, sucesso regional, ultrapassou as fronteiras, ganhando visibilidade em outros estados e a condição de revelação da música brasileira.

Foi quando a banda consolidou sua formação definitiva com os arcoverdenses José Paes de Lira (Lirinha), Clayton Barros e Emerson Calado, e os percussionistas recifenses, Nego Henrique e Rafael Almeida (do Morro da Conceição).

Através da poesia de Lirinha, a força do violão de Clayton, a referência rock de Emerson e o peso da levada dos tambores dos ogãs Rafa e Nego Henrique, o Cordel do Fogo Encantado passou a percorrer o país, conquistando a todos com suas apresentações únicas e antológicas. Surpreendendo não somente, pela ousada mistura sonora, mas também, pela intensidade cênica de seus integrantes e os requintes de um projeto de iluminação e cenário.

Em 2001, com a produção musical de Naná Vasconcelos, o grupo lançou seu primeiro álbum: Cordel do Fogo Encantado. A evolução artística ampliou ainda mais o alcance do som da banda que, atuando de forma independente, por onde passava, ganhava mais público e atenção da mídia.

Em 2003, o grupo lançou seu segundo registro de estúdio: O Palhaço do Circo Sem Futuro, co-produzido pelos próprios integrantes e por Buguinha Dub e Ricardo Bolognine. O álbum foi considerado pela crítica especializada um dos mais inventivos trabalhos musicais produzidos nos últimos anos. Em turnê, seu show ganhou projeção internacional, com apresentações na Bélgica, Alemanha, França e Portugal.

Em outubro de 2003, o Cordel do Fogo Encantado lançou o DVD “MTV Apresenta”, o primeiro registro audiovisual da banda. “Transfiguração”, terceiro álbum, lançado em setembro de 2006, com produção de Carlos Eduardo Miranda e Gustavo Lenza, e mixagem de Scotty Hard, vem transformar, ainda mais, a linha tênue entre poesia, artes cênicas e música, firmando o Cordel do Fogo Encantado como um dos grupos mais representativos no cenário da música independente nacional.

Entre os prêmios conquistados pelo grupo estão o de banda revelação pela APCA (2001), melhor grupo nacional pelo BR-Rival (2002), Caras (2002), TIM (2003), Qualidade Brasil (2003), bicampeonato do prêmio Hangar (2002 e 2003) e APCA, como melhor compositor nacional, Lirinha (2006).

No cinema, a banda participou do filme de Cacá Diegues, Deus é Brasileiro, e do documentário O Homem que Engarrafava Nuvens, de Lírio Ferreira. Em fevereiro de 2010, após 13 anos de trabalho ininterrupto, a banda anunciou a paralisação de suas atividades.

No início de 2017, o Cordel do Fogo Encantado voltou a se reunir para a criação do disco Viagem Ao Coração do Sol, lançado em abril de 2018.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Os comentários estão encerrados.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com