PEDRO e MIDRA se unem para fazer show especial City and Colour + Bon Iver no Augusta 339
14 de março de 2017
Conversas de bar traduzidas em música no novo álbum de Bruno Seitras “Mundanas”
15 de março de 2017

Congo Congo lança seu álbum homônimo, mostrando toda a força do rock mineiro.

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Conheça a Congo Congo, sua música é de uma qualidade técnica e emocional raras – se é que é possível falar em ‘qualidade emocional’, mas achamos que você pode nos entender. Se não conhece ainda o som da CC, pense nos primeiros discos do Pink Floyd mas com andamento lento, mais cool. Pronto. Essa é a linhagem. Não quer dizer que a banda simule os velhos rapazes holandeses – não, é mais embaixo. É como a filiação com certo caminho emocional, harmônico e instrumental que trilham tanto a CC, em alguns momentos, quanto o Floyd de então.

Em outras palavras, o que você vai ouvir no primeiro álbum da Congo Congo – disco com oito faixas e batizado com o nome da banda – é uma música sofisticada, rica, cerebral e ao mesmo tempo plena de emoção. Para nós, o sabor da CC é como uma mistura contida de Coldplay (ah, mas beeem melhorado) com Floyd, umas lembranças harmônicas de Simon & Garfunkel e muito da psicodelia hippie do início dos anos 70.

Congo Congo é uma união e tanto de músicos que fazem parte de outros grupos – Victor Magalhães, Gustavo Cunha (Iconili), André Travassos (Câmera, Invisível, M O O N S), Yannick Falisse (Teach Me Tiger), Leonardo Marques e Pedro Hamdan (Transmissor). A união, iniciada em 2015, faz do disco “Congo Congo” (pelo selo La Femme Qui Roule) um dos grandes lançamentos indie desse início de ano.

https://bandcamp.com/EmbeddedPlayer/album=3928627001/size=small/bgcol=ffffff/linkcol=0687f5/transparent=true/

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Os comentários estão encerrados.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com