Com ótimas bandas o rock indie brasileiro mostra sua cara

A cena musical independente brasileira está repleta de novas pérolas da música que fogem do som tradicional encontrado no mainstream. Mais do que vertentes musicais, em muitos casos são manifestos de um legado que está por vir.

A procura por bandas que abalem as estruturas e saiam dos esteriótipos aumenta cada vez mais, com um público cativo crescente e interessado no que novos artistas tem a dizer.

Dibuk Motel lança seu primeiro EP 

dibuk

Não se trata de um show qualquer, mas de uma busca por fundir música e literatura através de um portal carregado de conceito que ganhou o nome de Dibuk Motel. A banda carioca formada por Leonardo Marona, Jhou Rocha, Lucas Santiago e Cassiano Viana lança o seu primeiro EP, com seis faixas, no próximo dia 31 de agosto, na Audio Rebel, em Botafogo.

O som traz influências de intelectuais das notas às letras, entre Marques de Sade, Herman Melville, Ossip Mandelstam, Franz Kafka, Pier Paolo Pasolini, Cesare Pavese, Jean Genet, Samuel Beckett, Walter Benjamin, Henry Miller, Jack Kerouac, Lou Reed e David Bowie, para citar alguns, em um estilo poetry punk.

O primeiro EP, produzido por Rodrigo Piccoli, traz apenas uma parte de uma sequência de trabalhos que gravaram para o primeiro álbum, que deve sair até o fim do ano. O show promete algumas participações especiais incluídas no EP.

Serviço
Dibuk Motel

  •  31 de agosto de 2016
  • Quarta, 20h
  • Audio Rebel – Rua Visconde de Silva, 55 – Botafogo – Rio de Janeiro
  • Ingressos: R$20
  • + info em goo.gl/EkieGf

 

O rock triste brasileiro

rock triste

Para dar continuidade ao legado de vanguarda do que é conhecido como rock triste, o estúdio Swing Cobra, no Rio de Janeiro, recebe diversos músicos que se apresentam nos dias 26 e 27 de agosto de 2016.

Participam da primeira noite os músicos mineiros Jonathan Tadeu e Fernando Motta; e na segunda noite as bandas Salvage e El Toro Fuerte.

Jonathan Tadeu é um dos representantes do rock triste belorizontino. Ex-integrante das bandas Quase Coadjuvante e Lupe de Lupe, ele traz um som com guitarras lamuriosas e um vocal limpo e simples. No repertório do show da sexta-feira, canções de seu álbum mais recente “Queda Livre”, lançado este ano. O músico Fernando Motta é mais um dos que fazem parte da chamada “Geração Perdida” de Belo Horizonte. O guitarrista e compositor apresenta no Swing Cobra as canções do seu álbum de estreia “Andando sem Olhar pra Frente”, que traz influências do sadcore.

Já no dia 27 de agosto, a banda de rock instrumental carioca Salvage é a anfitriã dos mineiros da El Toro Fuerte. O grupo traz no repertório canções do seu EP de estreia “MΔE”, entre outras. Já a banda El Toro Fuerte apresenta o seu rock triste e inspirador no palco do Swing Cobra. No show, músicas do seu disco de estreia “Um Tempo Lindo para Estar Vivo”, lançado este ano.

Serviço:
Jonathan Tadeu e Fernando Motta

  • Dia 26 de agosto de 2016
  • Sexta, 21h
  • Swing Cobra – Rua Felipe Camarão, nº 55 – Vila Isabel – Rio de Janeiro
  • Ingresso: R$ 15 (por dia), R$ 20 (na porta) ou R$ 25 (passaporte para dois dias – antecipado)

Salvage e El Toro Fuerte

  • Dia 27 de agosto
  • Sábado, 21h
  • Swing Cobra – Rua Felipe Camarão, nº 55 – Vila Isabel – Rio de Janeiro
  • Ingresso: R$ 15 (por dia), R$ 20 (na porta) ou R$ 25 (passaporte para dois dias – antecipado)
  • + info em https://www.facebook.com/SwingCobra
Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com