Com apresentações e debate, projeto indaga sobre papel da mulher na música

Fundação Ema Klabin, em São Paulo, promove uma tarde de apresentações musicais e debates com o projeto Violão e Ponto, dia 5 de março de 2016.

Em uma celebração do Dia Internacional da Mulher, o evento traz uma roda de debates sobre o papel e a projeção da mulher na música, com foco no violão, um instrumento de grande alcance popular, mas igualmente fechado em sua indústria fonográfica.

Para enfatizar, problematizar e mediar essa importante temática, participam da discussão algumas das mais importantes violonistas de nosso país – Cecília Siqueira, Maria Haro, Paola Picherzky e Renata Montanari – que oferecem uma visão integral de quem vive diariamente com esses questionamentos e sentem todas as dificuldades existentes no mundo da música enquanto artistas, profissionais e mulheres.

Além do debate, o evento traz ainda shows musicais com essas musas do violão, que trazem aos palcos suas diversidades rítmicas, em uma grande variedade de estilos, linguagens e propostas, sempre evidenciando o talento e as capacidades musicais das artistas, em um dia recheado de música da melhor qualidade.

Sobre as participantes do debate

Projeto Violão e Ponto

Projeto Violão e Ponto

Participam desse importante debate algumas das mais talentosas violonistas do Brasil. São elas:

Cecília Siqueira –  Iniciou-se no mundo da música aos 6 anos de idade, sendo considerada como uma menina prodígio. Já se apresentou em mais de 20 países, incluindo França, Itália, Irlanda, Estados Unidos, entre outros.

Maria Haro – Nascida em Montevidéu-Uruguai, a artista, que é professora de violão na UNIRIO, recebeu diversas premiações de concursos nacionais, além de ter gravado com grandes compositores brasileiros, como Nicanor Teixeira, Ricardo Tacuchian, Cláudio Santoro, Marisa Rezende, etc.

Paola Picherzky – Mestre em música pela UNESP, Paola Idealizou e implantou o projeto “Ensino coletivo de violão” o qual culminou na criação da primeira Orquestra de Violões da Fundação das Artes de São Caetano do Sul.

Renata Montanari – Artista multidisciplinar, Renata, além de violonista, é também guitarrista e compositora e dedica-se à criação e divulgação da Música Instrumental Brasileira. participou do Grupo Kali (formado apenas por mulheres e considerado o melhor do gênero à época), da Banda Altas Horas (do programa de Serginho Groisman, da Rede Globo) e já se apresentou e gravou ao lado de grandes artistas como Oswaldinho do Acordeom, Léa Freire, Bocato, Nana Caymmi, entre outros.

Apresentações e debate Violão e Ponto

  • 5 de março de 2016
  • Sábado, 16h30
  • Fundação Ema Klabin – Rua Portugal, 43 – Jardim Europa – São Paulo
  • Entrada Gratuita
  • + info em https://goo.gl/748LLz
Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com