Blubell lança clipe de Cosmos com imagens enviadas por seus fãs

O vídeo é uma compilação de imagens postadas no facebook e instagram com a hashtag #andandocomblubell, que mostra por onde seus fãs andam.

São fotos antigas, novas e vídeos de pés descalços, pezinhos de bebes, pés enfaixados, no mar, em calçadas, pés de bailarina, pés acompanhados de partituras, gatos, fones de ouvido, cachorros, discos, pés com intervenções urbanas e até um vídeo de pés sapateando. Desde o início da campanha, a cantora recebeu mais de 800 imagens.

“Eu gosto dessa proximidade com as pessoas que curtem o meu trabalho. Então essa foi mais uma maneira de manter essa relação, de incluí-los no meu processo criativo. Por isso acabei optando por editar o clipe com as próprias mãos. Amei receber tantas imagens lindas de lugares tão distintos. Eles emprestaram as imagens e eu fiz questão de emprestar o meu olhar”, confessa Blubell.

A canção foi escrita com inspiração no jargão de um professor de ensino médio da artista. “Eu tinha um professor de Geografia que fazia essa ironia dizendo: ‘O que é a corrupção no Brasil perto do Cosmos?’ Até hoje sempre que estou cabisbaixa, me lamentando com meus problemas, me lembro disso, rio de mim mesma e levanto a cabeça”.

O clipe segue a proposta de lançar vídeos artesanais das canções do seu último disco, como o vídeo de “Vida em Vermelho”, gravado no minhocão com imagens feitas no celular. Link:

Sobre o “Confissões de Camarim”:

“Confissões de Camarim”, o quinto disco da carreira de Blubell e quarto autoral, sintetiza todas as facetas da moça. Um quarteto base de excelentes músicos (Igor Pimenta no baixo, Estevam Sinkowitz na guitarra, Daniel Grajew nas teclas e Carlinhos Mazzoni na bateria) interpreta as canções com letras espirituosas, que podem ser classificadas como jazz, bolero, pop, rock ou o que o ouvinte sentir. São onze faixas, sendo nove de autoria da cantora, uma parceria com Zeca Baleiro -A Tardinha – e uma canção de seu contemporâneo Pélico – Pretexto.

Baleiro empresta sua voz num dueto com a cantora em “A Tardinha”, sua parceria com Blubell também na composição. As participações incluem ainda Luca Raele (Nouvelle Cuisine/Sujeito a Guincho) no clarinete (“Pretexto”), Mario Manga (Premê, Música Ligeira) no cello (“Another Day”), dos Mustaches e os Apaches (We’re All Alone)

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com