BIKE lança EP só com remixes sob responsabilidade de Renato Cohen

2017 foi um ano super movimentado para a trupe paulista psych do Bike: lançamento de 2º LP “Em Busca da Viagem Eterna”; troca de baterista; turnê nacional #1; tour europeia com mais de 15 gigs com Brenno Balbino(sintetizador/percussão) – com destaque para os shows no Primavera Sound Festival, em Barcelona -; rolê nacional #2 com a multi instrumentista Gabriela Deptulski, da lisérgica banda capixaba My Magical Glowing Lens, fazendo a 3ª guitarra; retorno à residência no interior (São José dos Campos) e abertura dos shows do Black Angels e dos Mutantes. Não foi pouca coisa.

Para quem começou de maneira soturna há dois anos com o direto e honesto álbum “1943”, isso poderia significar consolidação de posição respeitável no cenário indie nacional… Mas a procura pela viagem eterna mantém os caras numa movimentação fértil, que resultou no EP exclusivo de remixes “A Montanha Sagrada”, lançado pelo novíssimo selo candango Quadrado Mágico.

Aqui, a luneta mira um público que também está além: aquele que se joga pelas pistas de dança noite afora, em embalos hedonistas e de tons transcendentais, que vem ajudando a ressignificar espaços de nossas urbes, moldando também jeitos de ser toda uma cultura jovem. Sob a batuta técnica do lendário DJ e produtor Renato Cohen (o cara do “Pontapé”, o cara amigo do Carl Cox, o cara da Loca, o cara do Lov.e, o cara ovacionado pelo Rock In Rio), deixam claro que o processo de releitura de faixas pode resultar em trabalhos artísticos sofisticados e com alto refinamento estético.

“Minha ideia é fazer uma ponte entre o Rock e a Dance Music juntando as melhores coisas dos dois lados. A música do Bike já é bem forte e envolvente. Levar isso para a música eletrônica com a leitura de vários artistas diferentes foi muito enriquecedor. Olhando pelo lado da pista, é uma influência muito legal que não acontece todo dia.” – Renato Cohen

Para a missão, além de Renato, que preparou um petardo épico destinado a marcar a chegada do sol em pistas grooveadas, foram convidados os queridinhos Márcio Vermelho e Pedro Zopelar, que sob a alcunha de Sphynx, prepararam uma versão monocromática arrebatadora. Fecham o pacote o projeto Horos, de Bruno Belluomini, famoso por ser um dos principais bandeirantes do dubstep no país com seu canal Tranqueira (aqui navegando por mares techno de BPM elevado) e o jegue brasiliense invocado do Forró Red Light, que relembra os melhores cenários místicos pintados por Alceu Valença em versão arretada – de fazer cair lágrimas dos olhos fritos e perdidos pelas festas movidas pelas batidas eternas.

Vale lembrar a festa oficial de lançamento será a Noite Honey Bomb (RS) + Quadrado Mágico (DF), um dos showcases mais interessantes da SIM SP que acontece na sexta 08/12 no Z Carniceria. Na programação, além do BIKE e Renato Cohen, show dos texanos Holy Wave (US), Cora (PR), Nevoar (RS) e Joe Silhueta.

Escute aqui!

BIKE

BIKE é uma banda que entende de estrada: desde 2015, o grupo já passou por mais de 50 cidades de 15 estados do Brasil, entre festivais de grande porte e shows em pequenas casas. Com seu álbum de estréia, “1943”, chamou a atenção da mídia nacional e internacional – integrando dezenas de listas de melhores álbuns brasileiros e cruzando o hemisfério para ingressar o selo 30th Century Records, do produtor norte americano Danger Mouse. Com o segundo disco, “Em Busca da Viagem Eterna”, eles deram sequência à psicodelia que trouxe seu público crescente, tendo promovido uma turnê pela Europa no primeiro semestre de 2017 e abrindo shows de bandas de grande porte, como é o caso dos texanos The Black Angels e dos ícones da lisergia nacional Os Mutantes.

Quadrado Mágico

Selo candango criado por Miguel Galvão (direção executiva, sócio PicniK e Groselha) e Gustavo Halfeld (produção musical, ex-banda Cassino Supernova e marca de roupas Quero Melancia), que tem como braço de atuação principal registrar sonoridades com brisas psicodélicas e levadas nada óbvias de parceiros, amigos e conhecidos que colaboram/interajam nos diversos projetos capitaneados pela trupe, sobretudo humanos que estejam produzindo trabalhos “fora da caixa” em Brasília-DF. Outra veia de atuação, que tem o lendário DJ Renato Cohen como A&R, é o de se especializar no lançamento de EPs de remixes de bandas indies nacionais. Primeiro lançamento dessa vertente ocorre em novembro, onde apresentam várias versões da música “A Montanha Sagrada”, do já consagrado Bike (SP). Em seus planos mirabolantes, há ainda a ideia de estender a atuação para o mercado de moda.

 

Ficha Técnica:

Produção Musical: Renato Cohen

Produção Executiva: Miguel Galvão aka The Miguelitos

Ilustração da capa: Juli Ribeiro

 

Tracklist:

1- A Montanha Sagrada (Renato Cohen Cosmic Ride Remix)

2- A Montanha Sagrada (Sphynx Remix)

3- A Montanha Sagrada (Horos Dub Remix)

4- A Montanha Sagrada (Forro Red Light Remix)

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com