“Beautiful Waterfall” é o primeiro clipe da Water and Man
19 de janeiro de 2017
PROJETO RIVERA apresenta novo single, “LADRILHAR”
19 de janeiro de 2017

Auditório Ibirapuera tem programação especial em comemoração ao aniversário da cidade de São Paulo

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

No feriado, a plateia externa é palco para o CBN São Paulo 463 anos: a cultura compartilhada, programa ao vivo transmitido do Auditório, intercalado por apresentações da Orquestra Brasileira do Auditório (OBA) – sob a regência de Edson José Alves e Nailor Proveta –, Chico César, Jards Macalé, Marcelo Jeneci e Xênia França, que também fazem shows no fim de semana; a programação ainda conta com uma edição especial da série de debates Brechas Urbanas, realizada pelo Itaú Cultural, e o retorno do Música no Foyer

No aniversário da cidade, 25 de janeiro, quarta-feira, a partir das 8h45, o Auditório Ibirapuera – Oscar Niemeyer apresenta o especial CBN São Paulo 463 anos: a cultura compartilhada, em parceria com a rádio CBN. Com transmissão ao vivo, o programa comandado por Fabíola Cidral, traz shows, bate-papos, feira de trocas, oficinas artísticas e participação do público. A programação da casa, se estende durante toda a semana.

O Coro da Escola do Auditório inicia a festa no dia 25, às 8h45, recepcionando o público no foyer da casa. A partir das 9h30, a programação segue na plateia externa com a apresentação da Orquestra Brasileira do Auditório (OBA), regida pelos maestros Edson José Alves e Nailor Proveta. Ao longo do concerto, a formação recebe os convidados especiais Chico César, Jards Macalé, Marcelo Jeneci e Xênia França, que fazem participações musicais de cada vez. No repertório, canções como Felicidade e Feito pra acabar, ambas de Jeneci com parceria de José Miguel Wisnik e Paulo Neves na última; Mama África, de Chico César; Ronda, de Paulo Vanzolini; Negra Melodia e Vapor Barato, de Macalé e Waly Salomão.

Entre uma música e outra, o programa traz conversas com o filósofo Mario Sergio Cortella e o jornalista Gilberto Dimenstein, acompanhando a ideia do evento: celebrar o aniversário da cidade e promover discussões pautadas no compartilhamento cultural entre os indivíduos, a ocupação dos espaços públicos da capital e sua democratização.

Espaços montados no gramado chamam o público para compartilhar artes, talentos e vivências culturais. A tenda do Quintal das Trocas, promove uma feira de troca de brinquedos e livros, a do Museu de Arte Moderna – MAM – realiza oficinas artísticas e a do coletivo Ecomaker tem um cantinho especial para intercambiar artigos e dons artísticos.

Realizada pela primeira vez no Auditório Ibirapuera, a edição comemorativa do programa da CBN é tradição no calendário de festividades da capital. Todos os anos a rádio escolhe um dos pontos turísticos da cidade para realizar a transmissão ao vivo, que já passou por locais como o Theatro Municipal, a Sala São Paulo e o Pátio do Colégio.

A escolha do Auditório Ibirapuera neste ano surgiu de maneira inusitada durante a comemoração de 2016. Um ouvinte do programa, já sabendo da itinerância do programa, sugeriu, em uma ligação ao vivo para a rádio, o Auditório como palco para a celebração.

Brechas Urbanas especial
A programação do Auditório Ibirapuera para festejar o aniversário de São Paulo, prossegue no dia seguinte, 26, quinta-feira, a partir das 19h, com a primeira edição do ano da série de debates Brechas Urbanas, idealizada pelo Itaú Cultural. Desde 2016, o instituto reúne mensalmente, em seu prédio na Paulista, representantes das mais diferentes áreas da cena cultural e artística para refletir sobre a vida na cidade na atualidade de pontos de vista diversos. Desta vez, o tema é o papel da arte diante dos conflitos sociais presentes nas metrópoles contemporâneas.

Uma parceria do Itaú Cultural com o projeto Cidades para Pessoas, esse Brechas Urbanas tem apresentação e mediação da jornalista Natália Garcia e recebe o psicanalista Christian Dunker, a escritora Ana Maria Gonçalves e o cineasta Kleber Mendonça Filho. Juntos, eles discutem essa e outras questões. A edição conta ainda com performances das poetas e slamers Mel Duarte e Luz Ribeiro, que, após vencer a terceira edição do SLAM BR – Campeonato Brasileiro de Poesia Falada, realizada no Itaú Cultural em dezembro passado, disputará o título mundial em Paris

Música no Foyer
A série Música no Foyer volta com a apresentação do Quarteto Saxofonando e o sexteto Chorando em Ré Menor, no dia 27 de janeiro, sexta-feira, às 17h. Com o Tributo a Piazzolla, a primeira parte do concerto é conduzida pelo pelos instrumentistas do quarteto Beatriz Pacheco, Danilo Rocha, Herbert Lucas e Janderson Bernardo, em homenagem ao músico e compositor argentino Astor Piazzolla. No repertório estão peças como Histoire du Tango, Adios Nonino, La muerte del Angel, Libertango e Verano Porteño, todas de Piazolla.

Na segunda parte, os integrantes do Chorando em Ré Menor, Beatriz Pacheco, Leandro Carvalhal, Leonardo Oliveira, Liw Ferreira, Sisa Medeiros e Wellington Silva, mostram composições de nomes como Zequinha de Abreu e Nailor Proveta, no espetáculo Chorões Paulistas. Eles interpretam canções como Do coreto pra Roberta, de Nailor Proveta, A banda chegou, de Edmilson Capelupi; Tico-tico no Fubá, de Zequinha de Abreu; Ao Mestre, de Alexandre Penezzi; O bom filho a casa torna, de Bonfilgio de Oliveira; Cobra criando, de

Emiliano Castro, e Meu calcanhar quebrou, de Welington Silva. Jeneci, Macalé, Chico Cesar e Xênia França com a Escola do Auditório
A programação é encerrada no fim de semana com shows. Nos dias 28 e 29, sábado e domingo, às 17h, acontece o Especial da Escola do Auditório. Todas as formações da escola – Obinha, ano 1 (iniciação musical), Orquestra Brasileira do Auditório (OBA), Coro da Escola do Auditório e Orquestra Furiosa – sobem ao palco para apresentar o espetáculo que conta com a participação de convidados ilustres.

Sob a regência de Edson José Alves e Nailor Proveta, as formações executam o mesmo repertório do dia 25, com canções de Marcelo Jeneci, Jards Macalé, Chico César, Paulo Vanzolini, entre outros. No sábado, Macalé e Jeneci participam da apresentação ao lado dos jovens alunos. No domingo é a vez de Chico César e Xênia França.

A escolha dos autores e os estilos musicais trabalhados neste concerto refletem a filosofia da Escola do Auditório, que se dedica exclusivamente à música brasileira, com especial atenção para o universo popular.

SERVIÇO

CBN São Paulo 463 anos – A cultura compartilhada

25 de janeiro, quarta-feira, das 8h45 às 12h

8h45 – Boas vindas no Foyer com o Coro da Escola do Auditório

9h30 — Programação com Oba, Chico César, Marcelo Jeneci, Xênia França e Jards Macalé

Apresentação de Fabíola Cidral com os convidados Gilberto Dimenstein e Mario Sérgio Cortella
Duração: 150 minutos (aproximadamente)
A apresentação conta com interpretação na língua brasileira de sinais (Libras)
Faixa etária: livre
Entrada gratuita

Brechas Urbanas especial
26 de janeiro, quinta-feira, 19h
Duração: 120 minutos (aproximadamente)
Ingressos: gratuito
Distribuição de ingressos na bilheteria do Auditório, uma hora e meia antes da apresentação.
Limite de dois ingressos por pessoa. Sujeito à lotação da casa.
A apresentação conta com interpretação na Língua Brasileira de Sinais (Libras)
Faixa etária: livre

Música no Foyer
com Quarteto Saxofonando e Chorando Em Ré Menor
27 de janeiro, sexta-feira, 17h
Duração: 80 minutos (aproximadamente)
Ingressos: gratuito
Entrada por ordem de chegada ao foyer do Auditório Ibirapuera
Faixa etária: livre

Especial Escola do Auditório
28 e 29 de janeiro, sábado e domingo, 17h
Regência Edson José Alves e Nailor Proveta
Participação especial Jards Macalé e Marcelo Jeneci (sábado) / Chico César e Xênia França (domingo)
Duração: 90 minutos (aproximadamente)
Ingressos: gratuito
Distribuição de ingressos na bilheteria do Auditório, uma hora e meia antes da apresentação.
Limite de dois ingressos por pessoa. Sujeito à lotação da casa.
A apresentação conta com interpretação na Língua Brasileira de Sinais (Libras).
Faixa etária: livre

Auditório Ibirapuera – Oscar Niemeyer
Av. Pedro Alvares Cabral, s/n – Portão 2 do Parque do Ibirapuera
(Entrada para carros pelo Portão 3)
Fone: 11.3629-1075
info@auditorioibirapuera.com.br
http://www.auditorioibirapuera.com.br/

Ar-condicionado. Acesso a deficientes. Proibido fumar no local.
Estacionamento do Parque Ibirapuera, sistema Zona Azul – R$ 5,00 por duas horas. Dias úteis das 10h às 20h, sábados, domingos e feriados das 8h às 18h

Ônibus:

Linha 5154 – Terminal Sto Amaro / Estação da Luz
Linha 5630 – Terminal Grajaú / Metrô Bras
Linha 675N – Metrô Ana Rosa / Terminal Sto. Amaro
Linha 677A – Metrô Ana Rosa / Jardim Ângela
Linha 775C/10 – Jardim Maria Sampaio / Metrô Santa Cruz
Linha 775A/10 – Jd. Adalgiza / Metrô Vila Mariana

O Auditório Ibirapuera não possui estacionamento ou sistema de valet. O estacionamento do
Parque Ibirapuera é Zona Azul e tem vagas limitadas. Sugerimos que venha de táxi ou transporte público

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Os comentários estão encerrados.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com