Auditório Ibirapuera tem programação especial em comemoração ao aniversário da cidade de São Paulo

No feriado, a plateia externa é palco para o CBN São Paulo 463 anos: a cultura compartilhada, programa ao vivo transmitido do Auditório, intercalado por apresentações da Orquestra Brasileira do Auditório (OBA) – sob a regência de Edson José Alves e Nailor Proveta –, Chico César, Jards Macalé, Marcelo Jeneci e Xênia França, que também fazem shows no fim de semana; a programação ainda conta com uma edição especial da série de debates Brechas Urbanas, realizada pelo Itaú Cultural, e o retorno do Música no Foyer

No aniversário da cidade, 25 de janeiro, quarta-feira, a partir das 8h45, o Auditório Ibirapuera – Oscar Niemeyer apresenta o especial CBN São Paulo 463 anos: a cultura compartilhada, em parceria com a rádio CBN. Com transmissão ao vivo, o programa comandado por Fabíola Cidral, traz shows, bate-papos, feira de trocas, oficinas artísticas e participação do público. A programação da casa, se estende durante toda a semana.

O Coro da Escola do Auditório inicia a festa no dia 25, às 8h45, recepcionando o público no foyer da casa. A partir das 9h30, a programação segue na plateia externa com a apresentação da Orquestra Brasileira do Auditório (OBA), regida pelos maestros Edson José Alves e Nailor Proveta. Ao longo do concerto, a formação recebe os convidados especiais Chico César, Jards Macalé, Marcelo Jeneci e Xênia França, que fazem participações musicais de cada vez. No repertório, canções como Felicidade e Feito pra acabar, ambas de Jeneci com parceria de José Miguel Wisnik e Paulo Neves na última; Mama África, de Chico César; Ronda, de Paulo Vanzolini; Negra Melodia e Vapor Barato, de Macalé e Waly Salomão.

Entre uma música e outra, o programa traz conversas com o filósofo Mario Sergio Cortella e o jornalista Gilberto Dimenstein, acompanhando a ideia do evento: celebrar o aniversário da cidade e promover discussões pautadas no compartilhamento cultural entre os indivíduos, a ocupação dos espaços públicos da capital e sua democratização.

Espaços montados no gramado chamam o público para compartilhar artes, talentos e vivências culturais. A tenda do Quintal das Trocas, promove uma feira de troca de brinquedos e livros, a do Museu de Arte Moderna – MAM – realiza oficinas artísticas e a do coletivo Ecomaker tem um cantinho especial para intercambiar artigos e dons artísticos.

Realizada pela primeira vez no Auditório Ibirapuera, a edição comemorativa do programa da CBN é tradição no calendário de festividades da capital. Todos os anos a rádio escolhe um dos pontos turísticos da cidade para realizar a transmissão ao vivo, que já passou por locais como o Theatro Municipal, a Sala São Paulo e o Pátio do Colégio.

A escolha do Auditório Ibirapuera neste ano surgiu de maneira inusitada durante a comemoração de 2016. Um ouvinte do programa, já sabendo da itinerância do programa, sugeriu, em uma ligação ao vivo para a rádio, o Auditório como palco para a celebração.

Brechas Urbanas especial
A programação do Auditório Ibirapuera para festejar o aniversário de São Paulo, prossegue no dia seguinte, 26, quinta-feira, a partir das 19h, com a primeira edição do ano da série de debates Brechas Urbanas, idealizada pelo Itaú Cultural. Desde 2016, o instituto reúne mensalmente, em seu prédio na Paulista, representantes das mais diferentes áreas da cena cultural e artística para refletir sobre a vida na cidade na atualidade de pontos de vista diversos. Desta vez, o tema é o papel da arte diante dos conflitos sociais presentes nas metrópoles contemporâneas.

Uma parceria do Itaú Cultural com o projeto Cidades para Pessoas, esse Brechas Urbanas tem apresentação e mediação da jornalista Natália Garcia e recebe o psicanalista Christian Dunker, a escritora Ana Maria Gonçalves e o cineasta Kleber Mendonça Filho. Juntos, eles discutem essa e outras questões. A edição conta ainda com performances das poetas e slamers Mel Duarte e Luz Ribeiro, que, após vencer a terceira edição do SLAM BR – Campeonato Brasileiro de Poesia Falada, realizada no Itaú Cultural em dezembro passado, disputará o título mundial em Paris

Música no Foyer
A série Música no Foyer volta com a apresentação do Quarteto Saxofonando e o sexteto Chorando em Ré Menor, no dia 27 de janeiro, sexta-feira, às 17h. Com o Tributo a Piazzolla, a primeira parte do concerto é conduzida pelo pelos instrumentistas do quarteto Beatriz Pacheco, Danilo Rocha, Herbert Lucas e Janderson Bernardo, em homenagem ao músico e compositor argentino Astor Piazzolla. No repertório estão peças como Histoire du Tango, Adios Nonino, La muerte del Angel, Libertango e Verano Porteño, todas de Piazolla.

Na segunda parte, os integrantes do Chorando em Ré Menor, Beatriz Pacheco, Leandro Carvalhal, Leonardo Oliveira, Liw Ferreira, Sisa Medeiros e Wellington Silva, mostram composições de nomes como Zequinha de Abreu e Nailor Proveta, no espetáculo Chorões Paulistas. Eles interpretam canções como Do coreto pra Roberta, de Nailor Proveta, A banda chegou, de Edmilson Capelupi; Tico-tico no Fubá, de Zequinha de Abreu; Ao Mestre, de Alexandre Penezzi; O bom filho a casa torna, de Bonfilgio de Oliveira; Cobra criando, de

Emiliano Castro, e Meu calcanhar quebrou, de Welington Silva. Jeneci, Macalé, Chico Cesar e Xênia França com a Escola do Auditório
A programação é encerrada no fim de semana com shows. Nos dias 28 e 29, sábado e domingo, às 17h, acontece o Especial da Escola do Auditório. Todas as formações da escola – Obinha, ano 1 (iniciação musical), Orquestra Brasileira do Auditório (OBA), Coro da Escola do Auditório e Orquestra Furiosa – sobem ao palco para apresentar o espetáculo que conta com a participação de convidados ilustres.

Sob a regência de Edson José Alves e Nailor Proveta, as formações executam o mesmo repertório do dia 25, com canções de Marcelo Jeneci, Jards Macalé, Chico César, Paulo Vanzolini, entre outros. No sábado, Macalé e Jeneci participam da apresentação ao lado dos jovens alunos. No domingo é a vez de Chico César e Xênia França.

A escolha dos autores e os estilos musicais trabalhados neste concerto refletem a filosofia da Escola do Auditório, que se dedica exclusivamente à música brasileira, com especial atenção para o universo popular.

SERVIÇO

CBN São Paulo 463 anos – A cultura compartilhada

25 de janeiro, quarta-feira, das 8h45 às 12h

8h45 – Boas vindas no Foyer com o Coro da Escola do Auditório

9h30 — Programação com Oba, Chico César, Marcelo Jeneci, Xênia França e Jards Macalé

Apresentação de Fabíola Cidral com os convidados Gilberto Dimenstein e Mario Sérgio Cortella
Duração: 150 minutos (aproximadamente)
A apresentação conta com interpretação na língua brasileira de sinais (Libras)
Faixa etária: livre
Entrada gratuita

Brechas Urbanas especial
26 de janeiro, quinta-feira, 19h
Duração: 120 minutos (aproximadamente)
Ingressos: gratuito
Distribuição de ingressos na bilheteria do Auditório, uma hora e meia antes da apresentação.
Limite de dois ingressos por pessoa. Sujeito à lotação da casa.
A apresentação conta com interpretação na Língua Brasileira de Sinais (Libras)
Faixa etária: livre

Música no Foyer
com Quarteto Saxofonando e Chorando Em Ré Menor
27 de janeiro, sexta-feira, 17h
Duração: 80 minutos (aproximadamente)
Ingressos: gratuito
Entrada por ordem de chegada ao foyer do Auditório Ibirapuera
Faixa etária: livre

Especial Escola do Auditório
28 e 29 de janeiro, sábado e domingo, 17h
Regência Edson José Alves e Nailor Proveta
Participação especial Jards Macalé e Marcelo Jeneci (sábado) / Chico César e Xênia França (domingo)
Duração: 90 minutos (aproximadamente)
Ingressos: gratuito
Distribuição de ingressos na bilheteria do Auditório, uma hora e meia antes da apresentação.
Limite de dois ingressos por pessoa. Sujeito à lotação da casa.
A apresentação conta com interpretação na Língua Brasileira de Sinais (Libras).
Faixa etária: livre

Auditório Ibirapuera – Oscar Niemeyer
Av. Pedro Alvares Cabral, s/n – Portão 2 do Parque do Ibirapuera
(Entrada para carros pelo Portão 3)
Fone: 11.3629-1075
info@auditorioibirapuera.com.br
http://www.auditorioibirapuera.com.br/

Ar-condicionado. Acesso a deficientes. Proibido fumar no local.
Estacionamento do Parque Ibirapuera, sistema Zona Azul – R$ 5,00 por duas horas. Dias úteis das 10h às 20h, sábados, domingos e feriados das 8h às 18h

Ônibus:

Linha 5154 – Terminal Sto Amaro / Estação da Luz
Linha 5630 – Terminal Grajaú / Metrô Bras
Linha 675N – Metrô Ana Rosa / Terminal Sto. Amaro
Linha 677A – Metrô Ana Rosa / Jardim Ângela
Linha 775C/10 – Jardim Maria Sampaio / Metrô Santa Cruz
Linha 775A/10 – Jd. Adalgiza / Metrô Vila Mariana

O Auditório Ibirapuera não possui estacionamento ou sistema de valet. O estacionamento do
Parque Ibirapuera é Zona Azul e tem vagas limitadas. Sugerimos que venha de táxi ou transporte público

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com