Fender Broadcaster

Leo Fender mudou a industria aplicando as técnicas de produção em escala às guitarras (alguem lembra de Henry Ford?). A Broadcaster foi a primeira guitarra elétrica de corpo sólido que a Fender fez. A Fender Broadcaster foi lançada oficialmente em 1950 e produzida até...

ler mais

Metrônomo Cifra Clube

  Mantenha seus pulsos regulares durante os estudos e interpretações musicais com o nosso aplicativo. Você pode escolher o compasso, ouvir, selecionar as notas por tempo, salvar seu histórico de estudo e favoritar os compassos usados com mais frequência. O...

ler mais

Percussão Corporal

  A percussão corporal é uma prática que pode ser utilizada, entre outras finalidades, como recurso sonoro e musical. Nos últimos 10 anos, mais atenção voltou-se para os tipos de técnica existentes e para os ainda em desenvolvimento. Em várias culturas, podemos...

ler mais

Criativo vs Lógico

brain_capa Nosso cérebro é maravilhoso, e os bateristas o usam muito. Mas será que existe um lado “criativo” e um lado “lógico” no cérebro? Ou ambos trabalham sinergicamente? Veja esse ponto de vista nesta matéria do Drum Channel Brasil.

ler mais

História dos Rudimentos

Rudimentos de bateria são as ferramentas básicas do baterista. Eles são os padrões rítmicos básicos que compõem muitos dos ritmos encontrados nas composições comuns da música ocidental. Os rudimentos são usados como exercícios para os bateristas praticarem e...

ler mais

Criativo vs Lógico

Uma ideia muitas vezes discutida por alguns bateristas é sobre existir um lado “criativo” e um “técnico” ou “lógico” do cérebro (direito e esquerdo, respectivamente). Todos sabemos que a prática é extremamente importante, porque sem a prática não desenvolvemos técnica...

ler mais

Álbuns Autorais

“Quantos componentes tem a banda?”, pergunta o empresário. “Três músicos e o baterista”, responde o vocalista (ou o guitarrista, ou o baixista....). A piada é antiga, mas serve como exemplo para ilustrar esta matéria. Os bateristas, principalmente os contratados pelos...

ler mais

Reflexões sobre o 1

O baterista Giba Favery, em sua entrevista para o Drum Channel Brasil, tem razão: para os bateristas é muito importante saber onde está o tempo “1”. Se alguém na banda está perdido, a coisa mais importante que você pode gritar para ele é onde está o tempo “1”. Essa é...

ler mais

Tocar bateria aumenta o QI

O processo de tocar bateria envolve tanto o lobo linear, (lado esquerdo do cérebro – o racional) como o lobo criativo, (lado direito do cérebro - o intuitivo). Tocar bateria diminui as ondas cerebrais a uma frequência de oito ciclos por segundo, a freqüência exata do...

ler mais

A volta por cima de Tulio Fuzato

Narada Michael Walden mandou um recado aos bateristas brasileiros no final da entrevista que deu ao Drum Channel Brasil (se você ainda não assistiu, recomendamos que assista): “A vida é cheia de problemas, de coisas que podem te botar pra baixo, coisa que podem te...

ler mais

A Bateria no Brasil

De modo semelhante ao que aconteceu nos Estados Unidos, a história da bateria no Brasil está ligada ao surgimento de bandas de metais. A partir de 1830, com a criação da banda marcial da Guarda Nacional, esses grupos começaram a se proliferar no Brasil, e por volta de...

ler mais

Percussão Eletrônica – Parte I

Alguns bateristas teem uma reação visceral, um frio na barriga, quando se fala em “bateria eletrônica”. Para alguns, elas não são baterias de verdade, não soam nem são tocadas como as baterias acústicas. Para alguns não passam de brinquedos. Gostando ou não, o fato é...

ler mais

Percussão Eletrônica – Parte II

Em 1973, a Moog Music Inc. lançou o modelo 1130, na verdade um controlador para ser acoplado aos módulos de sintetizadores Moog. De qualquer maneira, esse dispositivo ficou conhecido como Moog Percussion Controller, ou simplesmente Moog Drum. Tinha dois botões, um...

ler mais

Percussão Eletrônica – Parte III

Synare 1 Em 1977 a Star Instruments lançou a Synare, uma bateria eletrônica que tinha a mesma concepção básica da Syndrum, acrescentada de algumas características próprias, incluindo um filtro de som e um modulador de som. A Synare logo se tornou coqueluche entre os...

ler mais

Percussão Eletrônica – Parte IV

A Simmons Company foi criada na Inglaterra em 1978 por Dave Simmons especificamente para criar um set de bateria eletrônica, algo que pudesse competir com as baterias acústicas utilizando uma avançada geração de sons eletrônicos. Os mais conhecidos foram os modelos...

ler mais

Percussão Eletrônica – Parte V

          Roland V-Drums Hoje, os principais fabricantes de baterias eletrônicas melhoraram a qualidade dos instrumentos, mas sempre baseados nos mesmos princípios das primeiras baterias, disponibilizando modelos simples que facilitam o estudo em...

ler mais

Pinguim, 56 anos de História

Pinguim, 56 anos presente na música brasileira Queremos, a seguir, relatar a história de como foi criada a nossa fábrica de baterias Pinguim. Não com uma conotação saudosista, mas com o intuito de dar a conhecer algumas curiosidades, inclusive referente ao próprio...

ler mais

Psicoacústica

O ouvido humano é uma antena para o cérebro, uma parte do cérebro ligada diretamente ao mundo externo, sempre procurando por informação na forma de vibrações. O que chamamos de “som” é simplesmente o limite do espectro de vibrações que essa antena consegue captar....

ler mais

História da Bateria – Parte I

Um kit de bateria como conhecemos hoje é uma invenção tão americana quanto a Disneylândia, o Mac Donald’s ou o iPhone. Ao longo de sua história sofreu grandes evoluções e desenvolvimentos. De sua infância, no começo do século XX, até às inovações dos dias atuais, o...

ler mais

História da Bateria – Parte II

Os anos 1920 Os conturbados anos 20 viram o aparecimento do low boy. Como a expressão inglesa deixa transparecer, ele ficava a uns 30 centímetros do chão, e quando pressionado com o pé, o mecanismo fechava e aproximava dois pratos. Os bateristas pioneiros que usaram o...

ler mais

História da Bateria – Parte III

 Os Anos 1930 Sonny Greer, da banda de Duke Ellington O swing reinava nos anos 30. Os grupos de Duke Ellington, Count Basie e Benny Goodman faziam os americanos esquecerem os problemas causados pela Grande Depressão. A música dessa época mudou a sonoridade. As batidas...

ler mais

História da Bateria – Parte IV

Em Nova Iorque durante os anos 40 e 50, um grupo de músicos, incluindo o baterista Kenny Clarke, começou um movimento cujo propósito era fazer músicas para se ouvir em vez de dançar, que havia sido o padrão nos anos 20 e 30. Esse movimento musical, denominado be-bop,...

ler mais
Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com