Ana Sucha se apresenta em Portugal pelo projeto Faro Pelo Mundo

capa-ana-sucha-ines_baixa
Faro Pelo Mundo estreia no Espaço Espelho D’Agua
Projeto é uma extensão do programa brasileiro de rádio Faro MPB

O Espaço Espelho D’Agua, em Lisboa vai promover a partir do dia 13 de novembro uma série de shows com artistas que representam a boa safra da música contemporânea brasileira. Batizado de Faro Pelo Mundo, o primeiro show será da cantora e compositora Ana Sucha.

O Faro Pelo Mundo nasceu porque a jornalista e (agora ex) apresentadora do programa da rádio MPB FM, Faro MPB, Fabiane Pereira, mudou-se pra Lisboa para cursar um mestrado e uma residência artística-literária por dois anos. É ela quem assina a curadoria da série de shows.

O Espaço Espelho d´Água (EEA) é comandado pelo casal Mário Almeida e Mona Camargo, ele angolano e ela brasileira. Com uma localização privilegiada, nas margens do Tejo, em Belém, o EEA oferece aos visitantes uma experiência sensorial única tanto pelo design de interiores como pela vista ímpar para o rio e para a encosta do Restelo e da Ajuda. Para além destes fatores, o espaço tem uma forte componente artística: a calçada portuguesa da entrada, construída a partir de uma obra de Yonamine, a pintura mural de Sol Lewitt – que foi “descoberta” e restaurada durante as obras de requalificação do edifício -, os seis carrinhos de hotel pintados por Pedro Campelo, assim como as casas de banho públicas decoradas com azulejos tradicionais desenhados pelo Estúdio Pedrita. Tudo isto num local banhado pela luz de Lisboa e do Tejo através das amplas janelas do edifício.

Sobre Ana Sucha

A originalidade e o talento de Ana Sucha, em pouco tempo de estrada, já a levaram para grandes palcos dentro e fora do Brasil. Depois de tocar no maior festival de música brasileira da Holanda, em 2015 – por onde também passaram Caetano Veloso, Gilberto Gil e Maria Gadú – Ana Sucha apresenta seu disco de estreia, “INÊS”, com produção de Eugenio Dale, que trata de suas vivências enquanto “ser mulher”, dotado de sentimentalidades, ironia e boas doses de diversidade musical.

O nome do disco é inspirado pela história de Inês de Castro, uma jovem mulher que vivia um amor proibido com D. Pedro I de Portugal. Ela foi brutalmente assassinada a mando do pai do seu amado – anos após ser morta, foi coroada como rainha. O nome “Inês” trás consigo essa mensagem de que a mulher mesmo sendo preterida, agredida ou morta dentro desse um sistema extremamente machista em que vivemos – ela também é rainha. E no disco, ela busca e entende sua força.

Autodidata desde os 12 anos, Ana Sucha toca – junto com Eugenio Dale – praticamente todos os instrumentos no disco. No show não é diferente: A cantora, compositora e multi-instrumentista surpreende: com auxílio de pedais de looping e efeitos, grava os instrumentos ao vivo e na frente do público formando a verdadeira “banda de uma pessoa só”.

Serviço: Estreia do projeto “Faro Pelo Mundo”
Data: 13 de novembro (domingo) com ANA SUCHA
Local: Espaço Espelho D’Agua – Av. Brasília, S/N (ao lado do Padrão dos Descobrimentos)
Horário: 17h
Couvert artístico: 8 euros (ganha uma taça de vinho branco ou tinto)

Realização e Curadoria: Valentina Comunicação

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com