A estreia em disco de Arthur Melo, com Agosto

Aos 18 anos de idade, o mineiro Arthur Melo estreia em álbum com um bom trabalho de MPB em Agosto, disco com seis faixas autorais em lançamento pelo selo La Femme Qui Roule. Com as benesses da tecnologia, Arthur fez de quase tudo no disco. Além de voz, tocou todos os principais instrumentos: guitarras, violão, violão de 12 cordas, baixo e bateria.

O timbre do cantor e compositor combina com as canções de levada cool e letras que falam de temas cotidianos, na maior parte das vezes, com destaque para a faixa título, Agosto, a primeira do disco. Nela, uma bossa nova temperada por acordes eletrificados, o dilema dos tempos atuais se escancara: “Eu tô por um fio, tô soltando faísca pra saber onde é que eu tô”, canta a música.

O nome do disco surgiu na sala de aula em função da chegada do último semestre do terceiro ano do ensino médio. No limite, o álbum fala sobre o receio do desconhecido no começo de uma nova vida. “É como diz Clarice, eu não estou triste, só estou cansado”, define Arthur em uma das letras. “Talvez medo, mas ainda é cedo pra saber o que vai ser de mim.”

Ouça:

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com